Notícias

A ÁMEM(Associação dos militares estuduais mineiros) APOIA A MANIFESTAÇÃO CONVOCADA PARA O DIA 01 DE FEVREIRO

  • Nenhum comentário

Portal das Gerais- O seu portal de Segurança Pública e Notícias – edição Jane Huscher

A ÁMEM APOIA A MANIFESTAÇÃO CONVOCADA PARA O DIA 01 DE FEVREIRO

A ÁMEM, seguindo vontade da maioria dos seus associados, Diretoria e fundadores apoia a manifestação convocada para o dia 1° de Fevereiro, próxima sexta feira.

O desejável é a crença em um Governo do Estado sério, austero e com visão administrativa proativa, principalmente que investisse no sofrido servidor público com salário defasado, parcelado e que não recebeu seu 13° salário, mesmo entregando o melhor de si para a população de Minas Gerais, mas o anúncio do Governador Romeu Zema, demonstrou que os servidores não são sua prioridade.

As seguidas declarações do Governador demonstram que sua visão empresarial estará presente em todas as suas decisões. Ao não suportar a pressão dos Prefeitos de cidades do Estado, mostrou que na sua administração os servidores públicos deverão sofrer ainda mais enquanto o seu governo coloca as outras contas em dia.

A pressão é necessária de forma responsável e sem culpar servidores das corporações militares pelos problemas que vem do governo anterior. Assim defendemos a reação e exposição do falso NOVO, o partido político que aposta no arrocho e no sofrimento dos seus servidores para colocar as outras contas em dia.

Mesmo enfrentando problemas provocados pela incompetência de governos anteriores, sobretudo do Governo Pimentel, o atual Governador poderia ter usado os impostos e a arrecadação do início do ano para investir na motivação dos servidores e seu melhor empenho nas atividades do estado, mostrando sua preocupação com a população de Minas e a produção de serviços essenciais de qualidade. Mas preferiu pagar o 13° salário a “perder de vista”, bem dentro do que prega seu partido político, que ao que parece vai comandar o governo no seu lugar.

Mesmo sabendo que os outros 2 poderes e o Ministério Público, todos massa de manobra dos governos anteriores para abafar manifestações e ações judiciais ou políticas dos servidores, não fazem parte de uma política de isonomia e nem de austeridade, recebendo benefícios acima das condições de caixa e em tempos de recessão, em um mês à frente do governo, Romeu Zema não demonstrou qualquer indignação contra a inexistência da isonomia e nem contra os privilégios dos outros poderes.

Nossa impressão clara é que esse parcelamento de 11 meses é mesmo um prenúncio de 4 anos sofridos em Minas. Você que prefere criticar tudo e todos no aconchego do lar e da sua cama ou nas redes sociais, os próximos anúncios podem atacar a previdência e a paridade.

A ÁMEM apenas não participará do enfrentamento de companheiros, do militar mais moderno ao Comandante Geral, e pensamos que esse pensamento é seguido também pelos demais. Não vamos nos enfraquecer, temos que estar unidos porque tempos difíceis se avizinham. Que nossos companheiros da ativa apenas reconheçam a importância da resistência legal e pacífica e participem como puder. O que deve ser exposto deve ficar no campo político. É lá que as batalhas tem sido resolvidas.

ÁMEM – MG

aconchego administração associados companheiros convocada declarações diretoria empresarial enfrentamento exposto falso fundadores governador governos manifestação manobra necessária novo partido político Política políticas portal das gerais pressão reação resistência segurança pública Minas Gerais policia civil MG portal das gerais rede gerais de radio servidores visão