Notícias

A raposa tropeçou.

  • Nenhum comentário

Portal das Gerais- O seu portal de Segurança Pública e Notícias – edição Jane Huscher

O Cruzeiro tropeçou no Sul de Minas e apenas empatou com o Boa Esporte no estádio Dilzon Melo, em Varginha, pela quarta rodada do Campeonato Mineiro. O placar de 2 a 2 fez a Raposa se distanciar da liderança do Estadual, posto que agora está de forma isolada com o América.

Os gols do jogo foram marcados por Robinho e Fred, para o Cruzeiro, com Gustavo e Gabriel Viera anotando os tentos do Boa Esporte.

Na próxima rodada o time de Mano Menezes enfrenta o Villa Nova, no estádio Castor Cifuentes, em Nova Lima, no domingo, às 17h. Já o Boa Esporte enfrenta o Foz do Iguaçu pela Copa do Brasil, na próxima quarta-feira, no Paraná.

O Jogo

Após empatar com o arquirrival Atlético, o Cruzeiro foi até Varginha enfrentar o Boa Esporte com a missão de chegar à liderança do Campeonato Mineiro, que agora é do América de forma isolada. E também para manter uma escrita positiva: o técnico Mano Menezes, em três Estaduais no comando celeste, nunca perdeu um jogo na fase classificatória.

Com a surpresa no time titular pela escalação do meia Marquinhos Gabriel, um dos reforços para a temporada, o time celeste conseguiu mostrar em campo sua melhor qualidade técnica. O time azul teve o controle do jogo na etapa inicial, principalmente explorando o lado esquerdo do ataque, parte do campo onde, justamente, o camisa 20 atuava.

Marquinhos Gabriel “rabiscou” o gramado com dribles, dentre eles uma caneta, e apareceu bem para as jogadas ofensivas. Mas quem ganhou os holofotes no primeiro tempo foi o velho e conhecido Robinho.

Aos 28 minutos, o meia cobrou falta da entrada da área, o goleiro Renan Rocha até tocou na bola, mas não conseguiu impedir o primeiro gol da Raposa: 1 a 0.

O tento foi assinalado fez Robinho relembrar o começo de sua carreira. É que entre 2005 e 2006 o jogador atuou pelo extinto Varginha Esporte Clube, carinhosamente chamado de “VEC”.

“Treze anos atrás, foi onde tudo começou. Fico feliz em voltar e fazer o gol”, comentou o camisa 19.

O Boa Esporte não mostrava que poderia dar algum trabalho ao time de Mano Menezes, e pelos 45 minutos iniciais a Raposa é quem foi ao vestiário com a vantagem no placar.

No segundo tempo a história, pelo menos nos minutos iniciais, foi diferente. O Boa Esporte aproveitou uma falha coletiva na defesa do Cruzeiro e empatou o jogo. O atacante Gustavo Henrique pegou a sobra dentro da área e colocou a bola no cantinho esquerdo do goleiro Fábio: 1 a 1.

Era o prenúncio do que seria o Boa Esporte na etapa final. O Cruzeiro até desempatou em uma bela trama ofensiva, que se iniciou com um passe bonito de Lucas Silva para Thiago Neves, que ajeitou para Fred. No meio da área o atacante sabe o que faz, e dessa forma fez o 2 a 1.

Parecia que tudo caminhava para uma vitória do Cruzeiro. Mas, o Boa Esporte em uma “paulada” de fora da área do meio-campista Gabriel Vieira, chegou ao empate: 2 a 2. Nem com dois Fábios seria possível impedir o gol boveta.

a situação de Mano Menezes ficou complicada quando o zagueiro Murilo foi expulso. No primeiro tempo o jovem havia levado um ‘cartão infantil’ ao segurar o goleiro Renan Rocha. Na etapa final o prata da casa derrubou Denis e recebeu o segundo amarelo, e consequentemente o vermelho.

Fim das contas, empate no estádio Dilzon Melo e o Cruzeiro deixando a liderança isolada para o América.

BOA ESPORTE 2 X 2 CRUZEIRO

Motivo: 4ª rodada do Campeonato Mineiro
Local: Estádio Dilzon Melo, em Varginha (MG)
Árbitro: Ronei Cândido Alves
Auxiliares: Marcyano da Silva Vicente e Fabiano Jesus da Silva
Gols: Robinho, aos 28 minutos do 1º tempo; Gustavo, aos nove minutos (BOA); Fred, aos 17 minutos, e Gabriel Vieira, aos 30 minutos do 2º tempo.
Cartão amarelo: Kaio Cristian, Jayme, Gindre (BOA); Murilo, Robinho (CRU)
Cartão vermelho: Murilo (CRU)

BOA ESPORTE – Renan Rocha; Chiquinho Alagoano, Victor, Fernando Fonseca e Tsunami; Gabriel Vieira (Edenílso), César Sampaio e Kaio (Denis); Gindre, Jayme (Lucas Gomes) e Gustavo. Técnico: Tuca Guimarães.

CRUZEIRO – Fábio; Edílson, Léo, Murilo e Egídio; Henrique, Lucas Silva; Robinho, Thiago Neves (Fabrício Bruno) e Marquinhos Gabriel (Sassá); Fred (Renato Kayzer). Técnico: Mano Menezes.(com Hoje em Dia)

 

carreira celeste classificatória conhecido cruzeiro dribles empatou enfrenta gols gramado holofotes jogadas jogo liderança marcados missão ofensivas portal das gerais rodada segurança pública Minas Gerais policia civil MG portal das gerais rede gerais de radio tentos