Notícias

AS DECLARAÇÕES DE BOLSONARO QUE LEVARAM À DEMISSÃO DE LEVI DO BNDES

  • Nenhum comentário

Após as críticas do presidente, Guedes disser entender a “angústia” de Bolsonaro

Após o presidente Jair Bolsonaro ter declarado que Joaquim Levy estava com “a cabeça a prêmio”, o economista decidiu pedir demissão da presidência do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) neste domingo (16).

A saída de Levy, a primeira baixa na equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, acontece um dia após críticas públicas de Bolsonaro ao economista.

O mandatário não gostou da indicação de Marcos Barbosa Pinto para a diretoria de Mercado de Capitais do BNDES. Isso porque Barbosa Pinto foi assessor do banco no governo do PT. Levy também atuou em gestão petista, como ministro da Fazenda de Dilma Rousseff, mas Bolsonaro disse em outra ocasião que deu um voto de confiança a pedido de Guedes porque não havia nada que o desabonasse.

No sábado (15), em Brasília, Bolsonaro declarou a jornalistas: “Eu já estou por aqui com o [Joaquim] Levy. Falei pra ele demitir esse cara [Marcos Barbosa Pinto] na segunda-feira ou eu demito você, sem passar pelo Paulo Guedes”.

Após as críticas do presidente, Guedes disser entender a “angústia” de Bolsonaro e aproveitou para demonstrar também sua insatisfação com o trabalho de Levy.

#demissão # BNDES #joaquimlevy #política #portaldasgerais