Notícias

CINCO MIL NOVOS CASOS DE DENGUE SURGEM EM UMA SEMANA NA CAPITAL

  • Nenhum comentário

Governo de Minas libera mais recursos para municípios combaterem a dengue. BH tem mais duas mortes confirmadas no período

Por: Hoje em dia

Os casos de dengue tiveram uma ‘explosão’ em Belo Horizonte, nos últimos sete dias. No intervalo de uma semana, a Secretaria Municipal de Saúde (SMSA) confirmou cinco mil novos registros da doença na capital mineira. As confirmações saltaram de 10.490 para 15.491, aumento de 47,67%.

Além disso, a cidade também contabilizou duas novas mortes em decorrência da enfermidade. Com isso, o número de óbitos por dengue em BH passou de quatro para seis. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (17) e, de acordo com a pasta, 40.934 casos de pacientes que procuraram as unidades de saúde com sintomas da doença aguardam resultados de exames laboratoriais.

Conforme o levantamento, a região do Barreiro é disparadamente a mais crítica da cidade. A área contabilizou, até o momento, 5.266 confirmações da doença. Na sequência aparecem as regiões Nordeste (1.830), Noroeste (1.658), Pampulha (1.566) e Leste (1.343).

Com relação às mortes, a SMSA informou que das seis vítimas, quatro já tinha outras doenças “que contribuíram para complicações nos quadros dos pacientes”.

 

Postos abertos

Para atender os pacientes com dengue, já que os números não param de crescer, a prefeitura informou que abrirá o Centro de Saúde Santa Terezinha (Pampulha), que fica na Rua Senador Virgílio Távora, número 157, na Pampulha, aberto neste sábado (17), das 8 às 17h. “O objetivo é garantir e ampliar o acesso da população com sintomas de dengue, às unidades de saúde”, destacou o executivo.

Além do posto, os três Centros de Atendimento à Dengue (CAD), também ficarão abertos das 7 às 18 horas. Os CADs atendem exclusivamente pacientes com sintomas da doença. Eles ficam nos seguintes endereços:

– CAD Barreiro (Praça Modestino Sales Barbosa, 100 – bairro Flávio Marques Lisboa)
– CAD Nordeste (Rua Joaquim Gouvêia, 560 – bairro São Paulo)
– CAD Venda Nova (Rua Padre Pedro Pinto, 175 – 2º andar).

Visita humanitária

Por causa da epidemia de dengue em BH, voluntários da Cruz Vermelha farão uma ação de urgência no Barreiro, neste sábado. As equipes vão distribuir mais de mil kits com produtos de controle ao mosquito Aedes Aegypti. Além disso, a entidade fará o cadastro da população para mapear a região e, posteriormente, traçar formas de prevenção, tratamento e acesso ao sistema de saúde.

A ação ocorrerá das 8h às 13h, na Escola Municipal Polo de Educação Integrada, na Praça Modestino de Sales Barbosa, 11, Barreiro de Cima. Outras visitas semelhantes já foram realizadas pela organização nas cidades de Brumadinho e Rio Doce.

Chikungunya e Zika

O balanço da SMSA também revela que, até o momento, BH registrou 21 casos de chikungunya, sendo que sete contraíram a doença na capital e sete pegaram o vírus fora de BH. Os outros sete casos têm origem indefinida. Há também um caso confirmado de zika na cidade.

Ajuda financeira

Na última quarta-feira (15), como mais uma medida para tentar conter o avanço da doença em Minas Gerais, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) anunciou a liberação de R$ 1,74 milhão para ajudar 45 municípios que enfrentam epidemia da doença transmitida pelo Aedes aegypti.

Edição: Jardel Gama