Notícias

Denúncia de “mais” nepotismo no governo de Minas Gerais. Desta vez no GMG (Gabinete Militar do Governador)

  • Nenhum comentário

Portal das Gerais- O seu portal de Segurança Pública e Notícias –   por Jane Huscher

Na última sexta-feira (27), uma manobra no GMG (Gabinete Militar do Governador) causou no mínimo, estranheza. Foi a nomeação da empresária Lilia Alves, que por sua vez é CASADA com o diretor de Planejamento, Orçamento e Finanças do GMG, o tenente Rafael Solha.  A ‘nomeação’, foi publicada no Diário Oficial do Estado de Minas Gerais.

Vários casos de nepotismo já são investigados em outras secretarias do governo mineiro e parece que o Ministério Público terá ainda mais trabalho, porque a Súmula Vinculante 13 é bem clara: “a nomeação de cônjuge, companheiro ou parente em linha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau, inclusive, da autoridade nomeante ou de servidor da mesma pessoa jurídica investido em cargo de direção, chefia ou assessoramento, para o exercício de cargo em comissão ou de confiança ou, ainda, de função gratificada na administração pública direta e indireta em qualquer dos poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, compreendido o ajuste mediante designações recíprocas, viola a Constituição Federal.”

O gabinete informou para a imprensa que:  “O cargo é de recrutamento amplo e, portanto, acessível a qualquer cidadão ou cidadã que preencha os requisitos legais para seu provimento.”

Um outro exemplo de abuso do governo petista foi em Abril/18, quando além de empossar a filha do então secretário de  Educação – atual secretário adjunto da pasta, Wieland Silberschneider, o governo mineiro havia nomeado para um cargo comissionado uma parente de primeiro grau da então subsecretária de Gestão de Pessoas da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), Warlene Salum Drumond Rezende.

Logo após a imprensa revelar os casos, “filhas das chefes” foram exoneradas. Mas vários casos de nepotismo no governo mineiro, continuam nas mãos do Ministério Público. E agora nos resta saber: quem irá parar esse desgoverno ?

cargo casada cidadã cidadão comissionado desgoverno empresária exoneradas gabinete governo imprensa jurídica mineiro mínimo nepotismo nomeação nomeado pessoa portal das gerais primeiro provimento recrutamento revelar secretarias segurança pública Minas Gerais policia civil MG portal das gerais rede gerais de radio trabalho