Notícias

Em delação premiada à Polícia Federal, o ex-ministro Antônio Palocci  relata suposta atuação criminosa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para viabilizar o projeto de nacionalizar a indústria naval e arrecadar recursos para “quatro ou cinco” campanhas do PT.

  • Nenhum comentário

Portal das Gerais- O seu portal de Segurança Pública e Notícias –  Jane Huscher

Em delação premiada à Polícia Federal, o ex-ministro Antônio Palocci  relata suposta atuação criminosa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para viabilizar o projeto de nacionalizar a indústria naval e arrecadar recursos para “quatro ou cinco” campanhas do PT – em especial, a primeira eleição de Dilma Rouseff, em 2010 -, à reboque da descoberta do pré-sal.

Segundo Palocci, Lula e Dilma teriam determinado indevidamente a cinco ex-dirigentes dos fundos de pensão do Banco do Brasil (Previ), da Caixa Econômica Federal (Funcef) e da Petrobrás (Petros), indicados aos cargos pelo PT, que capitalizassem o “projeto sondas”. A operação financeira, que resultou na criação da Sete Brasil, em 2010, buscava viabilizar a construção no Brasil dos navios-sonda – embarcações que perfuram os poços de petróleo – para a Petrobrás explorar o pré-sal. A estatal anunciara em 2008 que precisaria de 40 equipamentos – no mundo, existiam menos de 100. “Dentro desse investimento, tinha todo ilícito possível”, afirmou o ex-ministro, em depoimento à PF.

atuação campanhas capitalizassem cargos corpo de bombeiros policia civiil de minas gerais policia de minas gerais policia militar de minas gerais portal das gerais Rede Gerais de Comunica~ção rede gerais de radio Segurança Pública criação criminosa delação depoimento equipamentos especial ex-ministro financeira ilícito indevidamente industria investimento nacionalizar naval operação portal das gerais pré-sal premiada projeto projeto sondas recursos resultou segurança pública Minas Gerais policia civil MG portal das gerais rede gerais de radio viabilizar