Notícias

Galo está na Libertadores!

  • Nenhum comentário

Portal das Gerais- O seu portal de Segurança Pública e Notícias –  edição Jane Huscher

O Estádio Independência ficou lotado para ver o Atlético-MG tentar conquistar a vaga direta para a fase de grupos da Libertadores contra o Botafogo. E deu certo.

Num jogo muto aberto, os alvinegros duelaram com muita dedicação e entrega, e nem sempre com um futebol vistoso. Mas prevaleceu a maior qualidade do time da casa, em que pese a desorganização do esquema tático proposto por Levir Culpi.

Com a vitória, o Galo se garante na sexta posição do Campeonato Brasileiro e não vai precisar disputar a fase preliminar do torneio continental, com 56 pontos. O Botafogo, com 51, fica em 9º, mas pode ser 10º, se o Santos vencer o Sport.

Com 3 minutos de jogo, o Atlético já havia tido duas chances de abrir o placar. Primeiro com Elias, em rebote de de chute de Ricardo Oliveira. Na sequência, Luan conclui mal falçta cobrada por Cazares.

A pressão inicial do Galo foi enorme, mas o Botafogo também começou em cima. Em menos de oito minutos, cada time já havia batido dois escanteios.

Dono da casa, o Galo tentava ditar o ritmo. Mais encolhido, o Botafogo procurava contra-atacar. Mas o domínio do Atlético prevaleceu, que abriu o placar aos 17. Emerson fez ótima jogada pela esquerda e o cruzamento veio na medida para o camisa 10 completar para a rede.

Aos 26, Adilson quase ampliou, em toque de calcanhar, que passou perto. Cinco minutos depois, Chará aciona Ricardo Oliveira, que estava impedido e, inteligentemente deixa de ir na bola. O próprio Chará seguiu na jogada e cruzou, só que o Pasto cabeceou para fora. Assim como faria dois minutos depois, em nova bola de Chará.

Na segunda etapa, logo aos 10, o Galo sofre um baque: o capitão Leonardo Silva pede substituição e dá lugar a Gabriel. E a mudança traria problemas para o Atlético. O Botafogo, apostandop até no desentrosamento da defesa mineira, começava a dar trabalho.

Aos 18, o Botafogo chegou bem. Matheus Fernandes encontra Pimpão livre na área. O atacante cabeceia sozinho, mas manda a bola para fora, para alívio da torcida local.

No último lance do jogo, escanteio para o Botafogo. A cobrança veio rasante, gerando bate e rebate, mas a zaga aliviou. Para alívio e fogos no Estádio Independência.

aberto atacante bola cabeceia dedicação defesa desentrosamento deularam escanteio estádio fogos fora grupos independência jogo libertadores lotado placar portal das gerais prevaleceu rebote segurança pública Minas Gerais policia civil MG portal das gerais rede gerais de radio sozinho torcida vaga