Notícias

Iate de Eike Batista vai a leilão nesta quinta-feira(13). A embarcação está avaliada em R$ 18 milhões.

  • Nenhum comentário

Portal das Gerais- O seu portal de Segurança Pública e Notícias –  edição Jane Huscher

Um iate de luxo que pertencia ao empresário Eike Batista e que foi arrestado pela Justiça, em desdobramento da Lava Jato no Rio, vai a leilão nesta quinta-feira (13). A embarcação está avaliada em R$ 18 milhões.

O iate tem 4 quartos (duas suítes), sauna, closet, três cabines e cozinha. A capacidade é de 21 passageiros.

De acordo com a Rio Leilões, que promove os lances, o iate tem “baixíssimas horas de uso” e é uma “embarcação especial (…) com grande sucesso de venda”.

Desde 2016, a Capitania dos Portos não emitiu o documento de autorização para navegação. Por isso, é necessário realizar manutenções corretivas, especialmente no casco da embarcação.

A ordem do leilão foi determinada pelo juiz Marcelo Bretas. Em julho, ele condenou Eike a 30 anos  de prisão e ao pagamento de R$ 53 milhões.

O empresário chegou a ser preso em janeiro do ano passado, mas responde em liberdade.  A decisão de colocá-lo em prisão domiciliar foi do juiz Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

De acordo com a investigação, o ex-governador Sérgio Cabral recebeu de Eike US$ 16,5 milhões em propina para realizar atos de ofício em benefício do empresário.

Serão até dois leilões. Caso o valor da avaliação (R$ 18 milhões) não seja atingido nesta quinta, há uma segunda oportunidade, com lance mínimo de R$ 14,4 milhões.

O comprador pode ainda parcelar, com entrada de 25% do valor do lance, e pagar o restante em até 30 vezes. Se houver dois lances iguais, o à vista tem a preferência.

atingido autorização avaliação avaliada benefício cabines capacidade casco closet cozinha desdobramento domiciliar eike batista embarcação empresário Ex-governador iate juiz Justiça lance lances leilão leilões liberdade luxo mínimo.comprador navegação oportunidade pagamento pagar parcelar passageiros portal das gerais preferência preso prisão propina quartos reparos restante sauna segunda segurança pública Minas Gerais policia civil MG portal das gerais rede gerais de radio sequestrado