Notícias

Idosos recebem alerta sobre armadilha nos empréstimos

  • Nenhum comentário

Por Redação Portal das Gerais

O público da terceira idade que frequenta o Espaço Bem Viver Mário Covas foi agraciado, nesta terça-feira (13), com uma palestra sobre Planejamento Financeiro e Familiar. Proferida pela assessora jurídica da Coordenadoria Municipal de Proteção do Consumidor (Procon/Contagem), Dáfany Norberto Lagares, a série de orientações segue até a próxima sexta-feira (16) em diversas entidades de convivência de idosos. Clique aqui e confira as palestras.

Durante a explanação, diversos idosos apontaram exemplos pessoais de aliciamento. Eles alegam que grandes redes de lojas, e até mesmo os bancos onde suas aposentadorias são depositadas, os induzem a fazer compras em muitas parcelas.

Um deles, o senhor Nilo Vieira Silva, aproveitou a palestra para agendar com a assessora do Procon a sua ida ao órgão para formalizar a denúncia contra uma instituição financeira. “A financeira deixou de debitar, por um mês, a parcela de empréstimo pessoal em minha conta bancária e agora querem cobrar juros exorbitantes”, reclamou o Sr. Nilo

Outro exemplo foi dado por Eliester Almeida Santos, que mora em Nova Contagem. “Não compramos nada fiado. Só se for um bem que valha a pena, mesmo assim pagando a maior parte à vista, e com poucas prestações sem juros”, disse ela informando que discutiu com uma profissional de telemarketing que ligava todos os dias para o telefone fixo tentando vender TV a cabo.

A diretora do Espaço Mário Covas, Maria Fontana, fez um alerta sobre os riscos pelos quais os idosos passam no mercado de consumo. “Procurem sair das dívidas e não deixem que ocorra o assédio financeiro com vocês por parte de bancos e lojistas”, destacou ela. Fontana lembrou que na cidade há cerca de 81 grupos de convivência de idosos, e que a Coordenadoria Municipal de Políticas Públicas para os Idosos está preparando oficinas diversas para estas entidades.

Sobre o consumo consciente, a assessora jurídica do Procon, Dáfany Lagares, destacou a necessidade de “pôr na ponta do lápis” o dinheiro que entra e o que sai do orçamento doméstico, para que se possa economizar para momentos de gasto emergencial com a saúde, ou com um passeio.

Presentes à palestra no Espaço Mário Covas, o representante da Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania, Marcos Wellerson, e o presidente do Conselho Municipal dos Idosos, Joaquim Gomes de Fátima.

 

contgem corpo de bombeiros empreststimos idosos noticias de minas noticias do brasil policia civiil de minas gerais policia de minas gerais policia militar de minas gerais portal das gerais Rede Gerais de Comunica~ção rede gerais de radio Segurança Pública