Notícias

O Governo de Minas, por meio da Polícia Civil de Minas Gerais, está emitindo gratuitamente carteiras de identidade para os atingidos pelo rompimento da Barragem Córrego do Feijão, em Brumadinho.

  • Nenhum comentário

Portal das Gerais- O seu portal de Segurança Pública e Notícias – edição Jane Huscher

O Governo de Minas, por meio da Polícia Civil de Minas Gerais, está emitindo gratuitamente carteiras de identidade para os atingidos pelo rompimento da Barragem Córrego do Feijão, em Brumadinho. O atendimento é realizado nesta terça-feira (5/2), no Parque das Cachoeiras.

A Vale realizou contato com as pessoas para agendar o horário e também disponibilizou um fotógrafo no local para fazer as fotografias dos interessados. Serão necessárias duas fotos 3×4, além da certidão de nascimento ou casamento original. Ao todo, vão ser distribuídas 200 senhas à população.

A entrega do documento ocorrerá sete dias após a emissão, na Delegacia de Polícia Civil de Brumadinho.

Identificação das vítimas

A Polícia Civil também trabalha no processo de identificação das vítimas do rompimento da barragem. Para isso, foi montado em Brumadinho um posto técnico, que faz a pré-análise dos corpos resgatados.

No local, restrito aos profissionais envolvidos, é preenchido um formulário e, em seguida, é feito o transporte para o Instituto Médico Legal (IML), em Belo Horizonte, responsável pelos demais exames e encaminhamentos até a liberação para as famílias.

Participam do trabalho no posto peritos da Polícia Civil de Minas Gerais, da Polícia Federal e da Polícia Científica do Paraná.

Perícia na área da barragem

Outra ação a cargo da Polícia Civil abrange o levantamento de evidências de danos causados pelo rompimento da barragem. “Uma das frentes de trabalho está relacionada ao levantamento de evidências dos danos à fauna e à flora, dos aspectos relacionados à poluição hídrica e dos solos e o levantamento das alterações dos aspectos ecológicos e econômicos da área”, esclarece, em vídeo, o perito criminal da Polícia Civil, Rodrigo Alves.

Durante o trabalho, são coletadas amostras ambientais diversas. Esse procedimento visa à realização de análises para identificar e quantificar possíveis contaminantes. Os seus níveis identificados podem ser comparados com os limites máximos definidos pela legislação e os resultados também podem ser usados para estabelecer relações com efeitos negativos aos organismos vivos.

atingidos barragem carteiras casamento certidão emissão fotógrafo governo identidade identificação levantamento liberação local minas original polícia civil portal das gerais processo realizado rompimento segurança pública Minas Gerais policia civil MG portal das gerais rede gerais de radio senhas transporte vale vítimas