Notícias

O laboratório da farmácia que funciona na Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia (GO), onde João de Deus fazia atendimentos espirituais e teria cometido abusos sexuais, foi interditado pela Superintendência de Vigilância em Saúde de Goiás.

  • Nenhum comentário

Portal das Gerais- O seu portal de Segurança Pública e Notícias –  edição Jane Huscher

O laboratório da farmácia que funciona na Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia (GO), onde João de Deus fazia atendimentos espirituais e teria cometido abusos sexuais, foi interditado pela Superintendência de Vigilância em Saúde de Goiás.

Não foi informada a quantidade de medicamentos produzida nem comercializada. Apuração da TV Anhanguera, porém, mostra que cada frasco de comprimidos custava R$ 50. A Casa recebia cerca de 10 mil pessoas por semana, segundo o gestor, Chico Lobo.

A interdição aconteceu após uma vistoria feita pela equipe da Vigilância Sanitária na última sexta-feira, 21. Nela, foram apreendidas “amostras de medicamentos e de água mineral vendida como fluidificada”. O material passará por análise de um laboratório e o resultado deve sair em 30 dias.

Além dos medicamentos, os policiais apreenderam esmeraldas e uma mala com R$ 1,2 milhão na casa de João de Deus. Em outro momento, a polícia já havia encontrado mais de R$ 400 mil e armas.

O médium está preso por porte ilegal de armas e após centenas de mulheres denunciarem que se sentiram abusadas por ele, que nega as acusações.

Ao decretar a prisão do médium, o juiz Liciomar Fernandes da Silva declarou que “tudo indica que João de Deus chefia uma organização criminosa”.

abusos acusações agua mineral amostras atendimentos comercializada comprimidos denunciarem equipe esmeraldas espirituais farmácia fluidificada frasco interditado laboratório mala medicamentos médium mulheres organização criminosa pessoas polícia portal das gerais preso prisão quantidade segurança pública Minas Gerais policia civil MG portal das gerais rede gerais de radio semana sexuais