Notícias

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, recebeu  na Casa Branca o time de futebol americano Clemson Tigers, campeão da liga universitária, com cerca de 300 hambúrgueres .

  • Nenhum comentário

Portal das Gerais- O seu portal de Segurança Pública e Notícias –  edição Jane Huscher

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, recebeu  na Casa Branca o time de futebol americano Clemson Tigers, campeão da liga universitária, com cerca de 300 hambúrgueres encomendados no Burger King, McDonald’s e Wendy’s, além de pizzas do Dominos.

“Eu quero ver o que estará aqui quando sairmos, porque não acho que será muita coisa”, disse Trump, antes dos jogadores, vestidos de terno, entrarem a sala e começarem a se servir.

A Casa Branca disse que o próprio Trump ofereceu o que descreveu como “a grande comida americana”. O presidente explicou que pagou do próprio bolso pela comida devido à falta de funcionários na Casa Branca pela paralisação parcial do governo, que entrou em sua quarta semana.

Em nota, a Casa Branca afirmou que o presidente queria “organizar um evento divertido” para comemorar o título do Clemson Tigers. E, por esse motivo, ele decidiu pagar pelo fast-food. Também afirmou que muitos funcionários da Casa Branca não estão trabalhando durante a paralisação.

“Eu fiz uma escolha. Ou não oferecíamos comida, porque estamos em uma paralisação. Ou serviríamos pequenas saladas que a primeira-dama (Melania Trump) prepararia com a vice-primeira-dama (Karen Pence). Ou peço uns mil hambúrgueres”, afirmou o presidente.

O Clemson Tigers, da Carolina do Sul, venceu a grande decisão da temporada do futebol americano universitário na última semana com uma grande virada sobre o Crimson Tide, do Alabama.

Com atletas críticos às políticas de Trump, equipes campeãs das ligas profissionais do país, como o Golden State Warriors, atual detentor do título da NBA, e o Philadelphia Eagles, último vencedor da NFL, decidiram não visitar a Casa Branca depois das respectivas conquistas.

Paralisação

A atual paralisação parcial do governo federal dos EUA é a mais longa da história do país. Ela bateu o recorde no último sábado, ao completar 22 dias. Um quarto do governo federal está sem funcionar e 800 mil servidores públicos estão sem receber salário. A paralisação ocorre por falta de um projeto de orçamento.

O bloqueio do orçamento é resultado da queda de braço entre o presidente Donald Trump e a oposição democrata por causa da construção do muro na fronteira com o México.

De um lado do cabo de guerra, está Trump dizendo que só aprovará o orçamento deste ano se os congressistas incluírem no projeto quase US$ 6 bilhões para a barreira física que, segundo ele, é a solução para impedir a imigração ilegal nos EUA.

No outro lado, está a Câmara, controlada pela maioria de democratas, e que não concorda em incluir a cifra e liberar o dinheiro, dizendo que a política migratória e os argumentos do governo sobre o tema são enganosos e que fazem parte de uma “crise fabricada”.

americano argumentos bloqueio cabo crise democrata divertido enganosos evento fabricada futebol guerra hambúrgueres liga longa migratória oposição orçamento paralisação pizzas portal das gerais presidente profissionais recorde sala segurança pública Minas Gerais policia civil MG portal das gerais rede gerais de radio semana servir tema time universitária vestidos