Notícias

OEA declara ilegítimo o segundo mandato do presidente venezuelano Nicolás Maduro.

  • Nenhum comentário

Portal das Gerais- O seu portal de Segurança Pública e Notícias –  edição Jane Huscher

A Organização de Estados Americanos (OEA) aprovou, nesta quinta-feira (10), uma resolução para declarar ilegítimo o segundo mandato do presidente venezuelano Nicolás Maduro.

A resolução, aprovada por 19 votos a favor, seis contra, oito abstenções e uma ausência, declara a “ilegitimidade do novo mandato de Nicolás Maduro que se iniciou em 10 de janeiro”.

A medida é um chamado à “realização de novas eleições presidenciais com todas as garantias necessárias para um processo livre, justo, transparente e legítimo”, estipula a resolução.

Entre os países que votaram a favor estão Argentina, Estados Unidos, Colômbia, Chile, Equador, Canadá e Brasil.

Venezuela, Nicarágua, Bolívia e alguns países caribenhos votaram contra, e entre os países que se abstiveram, o México.

A sessão extraordinária do Conselho Permanente da OEA foi solicitada pelas missões da Argentina, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Estados Unidos, Guatemala, Paraguai e Peru.

Maduro venceu em 20 de maio uma eleição boicotada pela oposição. Seu país está mergulhado em uma grave crise política e econômica que obrigou 2,3 milhões de pessoas a deixá-lo desde 2015, segundo a ONU.

A crise na Venezuela causou escassez de alimentos e medicamentos e, segundo o Fundo Monetário Internacional (FMI), a inflação em 2019 atingirá 10.000.000%.

A Assembleia Geral da OEA é composta pelas delegações de todos os Estados membros ativos, que atualmente são 34, uma vez que Cuba não participa.

aprovada ativos boicotada carbenhos contra crise cuba declarar delegações econômica eleição extraordinária favor grave ilegítimo membros missões nicolás maduro OEA oposição países Política portal das gerais presidente resolução segurança pública Minas Gerais policia civil MG portal das gerais rede gerais de radio sessão venezuelano votos