Notícias

PF investiga esquema de uso de documentos falsos em regularização fundiária

  • Nenhum comentário

Por Redação Portal das Gerais

A Polícia Federal deflagrou  a Operação Apáte, que tem como objetivo apurar o uso de documentos falsos para regularização fundiária, no Pará.

Ao todo, estão sendo cumpridos 4 mandados de prisão temporária, 8 mandados de busca e apreensão e 4 mandados de apresentação de documentos com lavratura de certidões cartorárias, nos municípios de Belém/PA, Acará/PA, Tailândia/PA e Moju/PA.

As investigações apuraram que representantes de um grupo empresarial sediado em Belém se utilizava de cartório fictício, supostamente localizado no município do Acará/PA, para forjar certidões de matrículas de fazendas de propriedade de terceiros, deslocando-as e colocando-as em nome da empresa.

Na posse dos referidos documentos, bem como de restaurações das referidas propriedades, obtidas com o uso dos mesmos, os representantes da empresa passaram a utilizar todo o produto da contrafação junto a órgãos públicos, tais como INCRA e ITERPA, com o fim de regularizar as referidas terras.

Os presos serão encaminhados ao sistema prisional, onde ficarão à disposição da Justiça Federal.

A entrevista coletiva será realizada, hoje (9/3), às 10h, na Superintendência da Polícia Federal em Belém/PA.

* A operação, batizada de Apáte, espírito que, segundo a mitologia grega saiu da Caixa de Pandora e personifica o engano e a fraude, decorreu de investigação conduzida pela Polícia Federal em Belém desde o ano de 2016.

corpo de bombeiros noticias de minas noticias do brasil policia civiil de minas gerais policia de minas gerais policia militar de minas gerais portal das gerais Rede Gerais de Comunica~ção rede gerais de radio Segurança Pública