Notícias

Por determinação do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais (CBMMG), 170 moradores que vivem nos arredores da Mina Mar Azul em Nova Lima, a 45 quilômetros de Belo Horizonte (MG), foram retirados da região

  • Nenhum comentário

Portal das Gerais- O seu portal de Segurança Pública e Notícias –  edição Jane Huscher

Por determinação do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais (CBMMG), 170 moradores que vivem nos arredores da Mina Mar Azul em Nova Lima, a 45 quilômetros de Belo Horizonte (MG), foram retirados da região. As barragens B3 e B4 pertencem à empresa Vale, que alegou que estão desativadas.

A informações foi divulgada ontem (16) à noite. A medida de precaução ocorre 21 dias após o desastre da barragem Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG), no qual 166 pessoas morreram e ainda há desparecidos.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a empresa responsável pela auditoria da barragem “se negou a atestar segurança” e por prevenção as pessoas foram levadas para um outro local. O Corpo de Bombeiros Militar, a Defesa Civil e a Polícia Militar de Minas Gerais foram acionados.

No total, serão evacuadas 49 casas, que estão na área denominada “plano de emergência”. Segundo os bombeiros, a barragem está no nível 1, mas será modificada para nível 2 em breve, seguindo o protocolo uma vez que a auditoria não atestou a segurança.

Ontem mesmo a sirene seria acionada, seguindo o previsto no Plano de Emergência, pelo fato da elevação ao nível 2, o que não quer dizer que a barragem rompeu. O acionamento da sirene ocorre devido à elevação ao nível 2 de risco.

As 49 casas que estão na área de risco serão evacuadas e conferidas uma a uma por equipes do CBMMG e Defesa Civil. Além das equipes no local, o CBMMG já está com equipes de sobreaviso acionadas e planos de contingência prontos para pronto emprego caso seja necessário.

arredores barragens casas conferidas contingência corpo de bombeiros determinação elevaçãom emergência equipes evacuadas local mina moradores nível plano retirados risco sirene sobreaviso