Notícias

Quem não pagou a cota única ou a primeira parcela do IPVA 2019 em Minas Gerais deve ficar atento, pois as taxas para quem está em atraso já começaram a incidir.

  • Nenhum comentário

Portal das Gerais- O seu portal de Segurança Pública e Notícias –  edição Jane Huscher

Quem não pagou a cota única ou a primeira parcela do IPVA 2019 em Minas Gerais deve ficar atento, pois as taxas para quem está em atraso já começaram a incidir. O não pagamento do imposto nos prazos estabelecidos ocasiona juros de 0,3% ao dia, até o 30º dia, e de 20% após o 30º dia.

Relembre a escala de pagamento:

No caso dos servidores públicos do Executivo estadual, cuja data de vencimento foi prorrogada, os juros por atraso no pagamento do imposto é contada a partir de 30 de abril. Essa exceção foi aberta devido ao parcelamento dos vencimentos do funcionalismo e do não pagamento do 13º salário.

O Detran (Deparmaneto de Trânsito de Minas Gerais) ainda não editou a portaria que institui a data a partir da qual serão cobrados os documentos atualizados do veículo, em que constam o pagamento do IPVA e das taxas de seguro e licenciamento. Normalmente, essa cobrança é realizada a partir de junho e julho.

Taxa de Licenciamento

O valor total emitido da TRLAV para 2019 é de R$ 992 milhões. Em relação a 2018, o aumento estimado da arrecadação será de R$ 85 milhões (9,41%). O vencimento é no dia 1º de abril, mas o pagamento já pode ser efetuado, diretamente nos terminais de autoatendimento ou guichês dos agentes arrecadadores autorizados.

Para a TRLAV, a multa por atraso é de 0,15% ao dia (até o 30º dia), 9% do 31º até o 60º e 12% a partir do 61º dia. Os juros também são calculados pela taxa referencial do Sistema Especial de Liquidação e Custodia (SELIC).

Destinação

Do total do valor apurado com o IPVA, 20% são repassados ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais de Educação (FUNDEB); 40% ao caixa único do estado e 40% para o município de licenciamento do veículo.

O superintendente Leônidas Marques lembra que os recursos arrecadados com o IPVA não têm vinculação, podendo ser usados pelo estado em diversas políticas públicas, como educação, saúde e segurança.*Informações Itatiaia

apurado arrecadação arrecadados atento atraso autoatendimento calculados cobrança documentos educação excecção funcionalismo imposto ipva licenciamento manutenção pagamento políticas portal das gerais prorrogada públicas recursos referencial Segurança segurança pública Minas Gerais policia civil MG portal das gerais rede gerais de radio seguro taxa valor vencimento