Notícias

Taxa mínima de juros do Fundo Desenvolve Rio Doce é reduzida

  • Nenhum comentário

Linha de crédito, gerida pelo BDMG, beneficia 35 municípios afetados pelo rompimento da barragem de Mariana

A taxa mínima de juros do Fundo Desenvolve Rio Doce, linha de crédito com recursos da Fundação Renova e gerida pelo Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), foi reduzida de 0,79% ao mês para 0,59% ao mês. O fundo é destinado às micro e pequenas empresas localizadas em 35 municípios mineiros da bacia do Rio Doce que foram afetados pelo rompimento da barragem de Fundão, em Mariana (MG).

O valor mínimo de contratação é de R$ 10 mil e o máximo, R$ 200 mil. As empresas têm até 48 meses para pagar o financiamento, com até seis meses de carência para começar a quitar.

Com esses recursos para capital de giro, as empresas podem, por exemplo, adquirir insumos, honrar pagamentos dos funcionários, fazer pequenas reformas, comprar mobiliário, entre outras melhorias para alavancar os negócios. Essa é uma das menores taxas para capital de giro do mercado.

A linha foi lançada em outubro de 2017, fruto de parceria entre Fundação Renova, BDMG e Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), com objetivo de promover o desenvolvimento nas áreas mais impactadas pelo rompimento da barragem de Fundão. Até abril deste ano, foram desembolsados pelo BDMG R$ 18,4 milhões para mais de 520 empresas em Minas.

De acordo com o presidente do BDMG, Sergio Gusmão Suchodolski, com a redução das taxas, a Renova e o banco esperam ampliar o acesso das empresas a estes recursos. “O BDMG é um importante catalisador de investimentos em Minas. Por isso, precisa estar ao lado das empresas por meio de iniciativas como essa. Onde tem crédito e investimentos, sempre haverá um terreno fértil para a geração de emprego e renda”, diz.

Podem aproveitar a redução das taxas de juros as micro e pequenas empresas localizadas nas cidades de Mariana, Barra Longa, Rio Doce, Santa Cruz do Escalvado, Sem-Peixe, Rio Casca, São Pedro dos Ferros, São Domingos do Prata, São José do Goiabal, Raul Soares, Dionísio, Córrego Novo, Pingo d’Água, Marliéria, Bom Jesus do Galho, Timóteo, Caratinga, Ipatinga, Santana do Paraíso, Ipaba, Belo Oriente, Bugre, Iapu, Naque, Periquito, Sobrália, Fernandes Tourinho, Alpercata, Governador Valadares, Tumiritinga, Galileia, Conselheiro Pena, Resplendor, Itueta e Aimorés.

Crédito: Pixabay

Para solicitar o financiamento, a empresa interessada deve acessar o site www.bdmg.mg.gov.br e fazer uma simulação. O limite de crédito é calculado em até uma hora. Se o valor for aprovado, a empresa imprime o contrato, preenche e o envia ao BDMG com a documentação para conferência. Se validada, a liberação é realizada em até três dias úteis.

Como opção para solicitar o financiamento, a empresa pode procurar o Correspondente Bancário BDMG mais próximo. A lista está disponível no site ou pelo telefone (31) 3219-8000.

Por: Jardel Gama

Fonte: Agência Minas